6 de abril de 2012

Reflexão - Sexta-feira Santa

Mais um recomeço!

Hoje, Jesus novamente vai estar diante do pior estágio durante esses quarenta dias, momentos: de humilhação, desrespeito, resistência e provação. Jesus recebeu tudo isso, com honra e glória, mas momentos esses que não faltaram dor e assim suportou isso até o fim.
Jesus morre na cruz para nos salvar! A cruz é uma expressão de seu amor, que não se explica por meio de palavras, é um amor puro! É nesse momento que Ele revela a sua glória. A vida eterna começa aqui, do lado aberto de Cristo brota a Igreja, os sacramentos.


           “Nos dias de sua vida mortal, dirigiu preces e súplicas, entre clamores e lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, e foi atendido pela sua piedade. Embora fosse Filho de Deus, aprendeu a obediência por meio dos sofrimentos que teve.” Heb-5, 7-8.
Em Deus o fim que enxergamos é sempre o começo de um novo momento para nos redimirmos e seu Filho Primogênito foi nos dado para o recomeço, o recomeço que a cada instante buscamos e não podemos nos prender simplesmente na quaresma, portanto devemos guardar esse espírito de oração, jejum e adoração para todos os dias das nossas vidas. São Francisco sempre guardou o espírito da quaresma por toda sua vida depois da conversão e podemos dizer que entendeu profundamente o mistério do Cristo Crucificado, afinal Ele recebeu as chagas e foi merecedor.
A Semana Santa está chegando ao final e hoje somos convocados a vivenciar mais uma vez e colocar em prática a nossa fé, a fé que muitas vezes não conseguimos suportar a cruz que carregamos e nos abatemos por fatos ou situação que no cotidiano são como um grão de areia. A cruz que Deus nos deu cabe exatamente nos nossos ombros nem grande e nem pequena, mas do tamanho que somos capazes de carregar e suportar!


Fraternalmente;
Victor Lins
Subsecretário Regional de Ação Evangelizadora - SE2-RJ/ES


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário