Blog de AE

Pescar é importante, mas não podemos nos esquecer do barco!



By  Juventude Franciscana JUFRA) do Brasil     16:56     

"Pescar é importante, mas não podemos nos esquecer do barco!"

Refletindo o tema da Semana de Promoção Vocacional da JUFRA...

Longos dias e longas noites são necessários para que o barco da nossa vida vá sendo construído e ganhe forma. Porém, aquele impulso de querer colocar o barco em alto mar não poderia jamais superar o cuidado da construção. São formações, vivências e experiências que ao longo de algum tempo nos capacitam e nos preparam para para lançarmos o barco à prova, avançarmos para águas mais profundas e finalmente pescar. Um bom pescador, ao deixar a margem, leva consigo muita confiança nos bons e maus tempos, mas também toma todos os cuidados com seu barco, zela e entende que a pescaria começa ali.
                O tema da Semana de Promoção Vocacional – PROVOCAE – da nossa Juventude Franciscana, neste ano, nos convida a pescarmos, mas também nos alerta ao cuidado com o barco! Sim! Barco e redes são objetos centrais em nossa reflexão.
Por diversas vezes os evangelistas nos remetem ao barco e às redes. São situações vivenciadas e assumidas por Jesus Cristo, em sua missão diária, que nos inspiram a mergulhar nessa “magia” de Evangelizar. “Depois disso, Jesus foi para a outra margem do mar da Galileia, também chamado Tiberíades.” (Jo 6,1); “O Reino do Céu é ainda como uma rede lançada ao mar.” (Mt 13,47); “...Jesus convidou os discípulos a entrarem no barco e fossem na frente para a outra margem, enquanto ele despedia as multidões.” (Mt 14, 22).
Queremos convidar cada um de nossos jovens a lançar o seu barco e pescar. Há muitos barcos em nossa sociedade, mas barcos vazios, não só de peixes, mas de sentido, pois lhes falta desafiarem-se a se lançarem à pesca, com coragem e ousadia. Mas é preciso pescar, é preciso lançar as redes. Os novos tempos exigem de nós novas formas e novos meios para avançar ao profundo da existência humana, ao coração de cada um, a cada espaço onde podemos nos fazer agentes de evangelização. A necessidade é cada vez maior e o convite é cada vez menos aceito, como bem nos lembra a música de Pe. Zezinho: “Há um barco esquecido na praia, que não leva ninguém a pescar...”
Não queremos deixar o grande barco da JUFRA do Brasil esquecido na praia, não é mesmo?!
Pois bem, o nosso barco nasceu há algumas décadas para navegar em alto mar, e assim aconteceu! Mas tudo isso só foi possível graças ao empenho de muitos em sua construção. Irmãos e irmãs que despertaram sua vocação, acolhendo o chamado para ir além; e à medida que o acolheram, deram verdadeiras respostas de testemunho e anúncio do Evangelho à sociedade de seu tempo.
O seguinte trecho da Exortação Apostólica Evangelii Gaudium do Papa Francisco nos aponta uma direção e nos enche de alegria: “As outras instituições eclesiais, comunidades de base e pequenas comunidades, movimentos e outras formas de associação são uma riqueza da Igreja que o Espírito suscita para evangelizar todos os ambientes e setores”. Aqui nos encaixamos! Somos a riqueza de que o Papa fala; não deixemos de acreditar em nosso ideal! Destemidos e conscientes de nossa vocação e missão, levemos cada jovem, de todas as margens e periferias, ao centro da existência humana. Assim, seremos construtores de uma nova sociedade, onde a Juventude quer viver.
Sabemos o quanto muitos de nossos irmãos e irmãs estão de esforçando, ao longo destes dias, em realizar em suas Fraternidades locais a Semana Vocacional! A todos vocês o nosso sincero agradecimento por todo o esforço realizado, através dos depoimentos, vídeos, postagens, mensagens,... Isso mostra o quanto entenderam o sentido de nossa Campanha e o quanto estão em sintonia com a JUFRA do Brasil!
E aos demais, que por algum motivo não se envolveram na Campanha, não desanimem, pois sempre é tempo de ir ao encontro de nossos irmãos e testemunhar nossa vocação e nosso carisma. Sempre é tempo de PROVOCAEEEEE!!!!
Assim sendo, queremos lembrar que um barco bem cuidado nos leva para águas mais profundas e garante uma chegada firme e feliz à outra margem! Cuidemos permanentemente de nós e de nossos irmãos. Assim, estaremos fortalecendo nossa vocação, nosso carisma, nossa missão, nossa Juventude Franciscana.

Viva a JUFRA! Viva a vida e a missão da Juventude Franciscana do Brasil!
  
Fraternalmente,

Washington Lima dos Santos, JUFRA
Secretário Nacional de Ação Evangelizadora

Frei Wellington Buarque, OFM
Assistente Espiritual Nacional da JUFRA

Sobre Juventude Franciscana JUFRA) do Brasil

A Juventude Franciscana (JUFRA) é uma proposta de vivência cristã destinada a jovens que, por vocação, carisma ou índole, se comprometem com o ideal de vida inspirado na espiritualidade franciscana A JUFRA é, ou deve ser, um monte de gente nesse mundão a fora, que tomou consciência de que: primeiro, deve esforçar-se para melhorar o mundo; segundo, que a melhora do mundo começa a partir de si mesmo; e que é preciso no mundo uma escola que ajude as pessoas a tomarem consciência disso. (Essa escola é a própria JUFRA) A JUFRA tem estilo e características próprias. Por isso nessa fraternidade de jovens, os jufristas assumem todos os deveres e, por conseguinte, gozam de todos os direitos inerentes ao compromisso franciscano de vida secular Segundo o Estatuto da JUFRA do Brasil, ela é uma associação civil com caráter e objetivos dentro exclusivamente dos campos Religioso, Educacional e Social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário